Cristianismo

4º pilar da cosmovisão cristã

4º pilar da cosmovisão cristã

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos

O quarto e último pilar da cosmovisão cristã é um entendimento correto da
consumação. Ora, vivemos em um mundo caído, mal, cheio de corrupção em todas as suas esferas, e nossos alunos percebem isso no dia a dia.

Inseridos nesta realidade, eles são constantemente bombardeados com informações e até mesmo encorajamentos vindos de várias pessoas e meios de comunicação dizendo que eles precisam mudar o mundo! É perceptível como cada geração cria uma expectativa de que a próxima irá resolver os
problemas e fazer do mundo um lugar melhor.

É por isso que tanto se fala na mudança do mundo pela Educação, pelo amor ao próximo, pelas obras de caridade, pelo dividir, pela tecnologia, etc! Mas será que este planeta voltará de fato à ordem por meio de nossas próprias mãos? Será que alguma geração será capaz de acabar com a mentira, o adultério, assassinatos, estupros, maus tratos ao meio ambiente e abandonos? Se formos honestos saberemos que não. Pelo contrário, a cada dia que passa vemos que a raça humana se afunda mais ainda na iniquidade, afinal o homem é inventor de males (Rm 1.30).

Sim, é terrível a situação em que nos encontramos após a queda! Nós sofremos, e toda criação também sofre com a desgraça do pecado (Rm 8.22). Olhamos para frente e sabemos que este mal não será resolvido com uma vacina ou qualquer outro medicamento. Talvez você esteja lendo e pensando: “não há esperança alguma! O que farei?”. Ora, não se angustie! Há esperança! Vimos que Deus enviou o seu Filho Jesus e que Jesus foi punido em nosso lugar. Ele pagou o preço por todos que creem nEle, mesmo Ele sendo inocente. Sabemos que Ele venceu a morte ressuscitando ao terceiro dia. Este mesmo Jesus subiu novamente ao céu e está assentado destra do Pai! Mas antes de subir, Ele nos fez uma promessa: Ele disse que irá voltar (Mt 24.27)!

E é no dia da sua volta que tudo se resolverá. O problema do pecado vai ser resolvido completamente neste dia! Todo tipo de mal será erradicado! O Senhor ressuscitará a todos os homens e julgará os ímpios, satanás e seus demônios. Estes serão jogados no fogo eterno (Mt 25.41), porém os filhos de Deus serão transformados, receberão um corpo glorificado e serão guardados do pecado por toda eternidade.

O Senhor promete aos seus filhos um novo céu e uma nova terra onde habita a justiça (2 Pe 3.13). Aí sim, a criação será restaurada (Rm 8.21-22), tudo será perfeito, o sofrimento e as desgraças passarão, pois não haverá mais pecado! O apóstolo João compreendia a realidade da consumação da redenção e, por isso, falando sobre o novo céu e a nova terra disse: “E lhes
enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” (Ap 21.4).

Portanto, queridos educadores, nós precisamos ter uma cosmovisão correta sobre a consumação da obra redentiva de Cristo Jesus. É para ela que caminhamos e é nela que esperamos. Precisamos de uma visão clara sobre estas coisas, pois caso contrário substituiremos a redenção do Senhor Jesus e sua completude na consumação por coisas que ainda que importantes são incapazes de transformar completamente nosso planeta e todo o Universo!

Necessitamos, então, mostrar aos nossos alunos que ainda que a educação seja importante ela não trará ordem ao caos! Eles precisam saber que ainda que devam amar ao próximo, o nosso amor não resolverá todas as coisas. Necessitam entender que mesmo que seja extremamente necessário investirmos em tecnologias, a redenção não está na tecnologia! Apontemos, então, para que eles olhem com grande expectativa para Aquele que pode e irá resolver tudo no dia da sua volta: Jesus Cristo.

Porém, ainda que saibamos que não somos nós que traremos ordem e perfeição ao mundo, precisamos lembrar que ainda temos um papel importante até este Dia: ser o sal desta terra e a luz deste mundo (Mt 5.13-14). Sendo assim, em meio a tanta corrupção do gênero humano nossos alunos precisam saber que Deus os chama para salgar! E o sal além de trazer sabor é também utilizado para preservar alimentos da decomposição. Que papel sublime o homem e a mulher de Deus podem exercer: ser um agente de inibição do aumento da iniquidade nesta terra. Portanto, professor, salgue a vida dos seus alunos e os incentive a salgarem a vida de outras pessoas.

Neste mundo de trevas onde cada um faz o que quer, o povo de Deus também tem a missão de iluminar. A missão de mostrar aos homens a Verdade do Evangelho e guia-los no Caminho da vida. Professor, há vidas para você iluminar em sala de aula e vidas que você pode ajudar a iluminarem a vida de outros! Portanto, que nosso desejo e expectativa sejam: sermos sal e luz e ajudarmos nossos alunos a também o serem! Oremos ao Senhor, estudemos mais a sua Palavra em busca de sermos esses agentes. Sigamos sendo sal e luz na escola e aguardando o tão esperado dia da Consumação. Vem, Senhor Jesus!

Hello,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos