Educação

Como contar histórias pode ajudar meu filho a ler melhor

Como contar histórias pode ajudar meu filho a ler melhor

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos

O ato de contar histórias está enraizado em nós. É algo que fazemos diariamente e nem percebemos!

Quando, por exemplo, dizemos como foi nosso dia a alguém, contamos a história do nosso dia, da mesma forma quando lembramos e expomos algum fato de nossas vidas (se pararmos para pensar, temos muitas histórias a contar, não é mesmo?)

O melhor exemplo que podemos usar é Jesus: Ele ensinava a multidão usando parábolas/histórias de forma muito simples para que assim todos entendessem: do mais rico ao mais pobre, do mais intelectual ao mais humilde!

A contação de histórias é uma ferramenta que deve ser usada em prol da formação e crescimento da criança. Ela auxilia o desenvolvimento cognitivo, instiga a criatividade e está diretamente ligada à imaginação!

Quando são pequenininhos, ao mostrar os desenhos e as palavras, eles vão começar a associar as letrinhas à figura que está representando o animal ou objeto, por exemplo. Eles vão ver a figura de um cavalo e ver que a palavra começa com a letra “C” e não “Q” ou “K”, certamente também vão reconhecer o animal se encontrá-lo na rua ou vê-lo na televisão. E podem também identificar a letrinha inicial do seu próprio nome e assim vão associando tudo e exercitando a memória naturalmente! 

Através de uma história, passamos  conhecimentos e valores aos nossos filhos de forma simples e agradável.

Cada pessoa é um universo, tem uma visão e seu próprio entendimento, a contação de histórias vai estimular a busca do conhecimento e fazer com que eles tenham o interesse em ter sua própria experiência!

Se você quer introduzir a leitura e contação de histórias na sua família, aqui vão umas dicas:

– Crie uma rotina, comece com histórias mais curtas e simples. No início pode ser difícil prender a atenção do seu filho, mas com o tempo ele vai se acostumar e até pedir mais a você!

– Use a criatividade de vez em quando para incrementar esse momento com materiais que você tem em casa (Caixas de papelão, utensílios da cozinha, lençóis e até roupas para montar fantasias). 

– Seja exemplo para ele, se você quer que seu filho seja um leitor voraz, você também deve ser um!

– Conte histórias da sua infância, revele a ele como as coisas eram diferentes de hoje, como ele deve ser grato a Deus por tudo que Ele tem feito! Use fotos antigas ou até mesmo algo que você tem guardado! Garanto que ele vai amar!

É comum que, da mesma forma que nós adultos, eles tenham um livro ou história favorita e peçam sempre a mesma história, não se preocupe, pois é normal! Mas se você perceber que está muito frequente, sugira uma troca e diga que depois podem voltar a ler aquela história, porque não é legal que a criança fique “presa” só àquele tipo de história. Devemos sempre motiva-lós a querer mais!

Lembre-se: nunca é tarde pra começar a ler com mais frequência! 
Se seu filho é mais velho e diz que não gosta de ler, procure buscar livros que falam sobre assuntos do interesse dele. Se ele gosta muito de jogar videogames, procure livros sobre isso, se ele gosta muito de futebol, invista em um livro sobre futebol! Se gosta de moda, internet, maquiagem, animais, natureza, enfim, qualquer assunto, garanto que vai ter um livro falando a respeito e eles vão amar!

E quando falamos em investir, não é dinheiro… É seu tempo mesmo! Busque motivá-los a visitar a biblioteca da escola, leve-o a uma biblioteca pública (nem que seja só pra conhecer e se familiarizar com o ambiente). Vale muito a pena! Espero que tenham gostado dessa “visita” ao mundo da contação de história, dos livros e da biblioteca escolar!

Até a próxima!

Camila Almeida.

Hello,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos