Cosmovisão

Produtividade não tem nada a ver com produzir mais

Produtividade não tem nada a ver com produzir mais

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos

Produzir muito e não desfrutar dos benefícios… Soa familiar para você?

Acreditamos erroneamente que ter mais produtividade significa fazer mais coisas em menos tempo. O resultado é uma verdadeira pandemia de pessoas estressadas e até fisicamente doentes, que se preocupam tanto em eliminar o máximo de tarefas possíveis que acabam se esquecendo do seu verdadeiro propósito.

Produtividade, portanto, não tem nada a ver com produzir mais. Na realidade, ser mais produtivo significa fazer as coisas certas.

Como priorizar tarefas e ter mais produtividade

Agora que sabemos que produtividade significa fazer as coisas certas, precisamos entender como priorizar as tarefas que importam e, desta forma, não cometer o erro clássico de “fazer por fazer”.

O primeiro passo é escrevendo uma lista de todas as suas tarefas e classificando-as em quatro categorias: importante, não importante, urgente e não urgente. Em seguida, organize-as da seguinte forma:

O primeiro passo é escrevendo uma lista de todas as suas tarefas e classificando-as em quatro categorias: importante, não importante, urgente e não urgente. Em seguida, organize-as da seguinte forma:

Quando o desenho estiver pronto, adote como padrão as seguintes atitudes perante as suas tarefas:

O ideal é que esta análise se torne uma rotina diária ou, no máximo, semanal. Para torná-la mais fácil, uma dica é desenhar a matriz na parede ou em um quadro e organizar as tarefas com post-its.

Produtividade não significa “se matar” para concluir o máximo de tarefas em pouco tempo, mas sim priorizar apenas aquelas que importam e, com isso, trabalhar menos.

Entender melhor como (e por que) focar nas coisas certas pode ser o que falta para você encontrar a tranquilidade que falta no seu dia a dia.

Texto adaptado de https://www.profissas.com.br/produtividade-nao-tem-nada-ver-com-produzir-mais/

Hello,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba com prioridade nossos conteúdos